Iniciativa

The Nature Conservancy

Apoio

Conservação Internacional
SOS Mata Atlântica
Ojidos e Marinho
Os dez mais do Rio de Janeiro em 2009 Imprimir E-mail

Conheça os municípios fluminenses que receberam os maiores valores de repasse a título de ICMS Ecológico em 2009 e a relação desses valores com o total recebido a título do repasse de ICMS (75% VAF + 25% lei estadual).

Município                            ICMS-E (*)              ICMS Total              Relação % (**)

Cachoeiras de Macacu

1.531.947,82

15.465.571,14

9,90

Iguaba Grande

1.245.689,26

7.890.597,40

15,79

Nova Iguaçu (***)

1.197.445,53

61.909.237,35

1,93

Mesquita

1.145.255,08

14.360.909,65

7,97

Resende (***)

1.143.981,96

45.986.402,77

2,49

Guapimirim

1.076.066,09

8.947.546,04

12,03

Petrópolis (***)

1.072.121,78

61.104.787,81

1,75

Rio Claro

1.058.050,40

9.689.653,63

10,92

Rio de Janeiro (***)

1.047.730,55

976.635.050,21

0,11

Niterói (***)

1.025.864,08

77.959.104,37

1,32

Silva Jardim

999.457,58

10.131.527,13

9,86

Angra dos Reis (***)

947.581,15

131.962.354,62

0,72

São Pedro da Aldeia

843.118,52

9.500.279,30

8,87

Rio das Ostras (***)

842.913,97

24.776.476,31

3,40

Conceição de Macabu

812.565,64

8.143.096,51

9,98

 

Fonte: Secretaria de Estado do Ambiente do Governo do Estado do Rio de Janeiro

(*) A ordem dos municípios obedece a coluna ICMS-E, ou seja, os municípios foram classificados de acordo com o volume de recursos recebidos a título de ICMS-E.

(**) O cálculo dos valores foi realizado considerando os totais recebidos em 2009, com exceção dos meses de julho e dezembro, cujas tabelas não estavam disponíveis à época dos cálculos.

(***) A relação percentual desses municípios é inferior a 3,5%, portanto, por mais que o volume de recursos seja alto em relação aos demais municípios, o ICMS Ecológico representa a menor parcela de composição dos recursos, não tendo significativa expressividade. Esse grupo abrange sete municípios do total de quinze, ou 46,66% do total.


O primeiro colocado no ranking do Rio de Janeiro é o município de Cachoeira de Macacu, que possui uma área total de 95.590 hectares, sendo 42.638 hectares de área protegida, espalhados em quatro Unidades de Conservação, o que significa 44,60% de área protegida. Além disso, outro fator determinante para a primeira colocação do município é a pontuação obtida com sua área de manancial que, entre as Bacias do Guapi e do São João, somam uma área de drenagem total de 952,10 hectares.

Clique aqui e veja o depoimento do Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, sobre o ICMS Ecológico no Rio de Janeiro.